07
Mar 07
publicado por brmf, às 18:32link do post | comentar

Ouço na Rádio que o PSD pretendia ver na nova lei sobre o Aborto o aconselhamento obrigatório no sentido de o evitar. Ou seja, o PSD queria algo do género: a mulher ia a um médico e este dizia-lhe “olhe, não aborte que isso é mau. Você está a cometer um “crime” apesar de não ir presa. Não faça isso, está a matar uma criança. É uma criminosa” (passe o exagero) . Existe maior humilhação do que esta? Para isso mais valia a lei anterior, ao menos o moralismo era feito às claras. O PSD queria uma vitória na secretária com bónus. O aconselhamento deve ser obrigatório, mas num sentido informativo, não num sentido moralista, que é o que se depreende das palavras dos dirigentes do PSD.

Pior que isto só mesmo o teor das declarações: «Coitadinhas das mulheres que, se forem alertadas numa consulta de aconselhamento para a necessidade que o Estado tem de tutelar o direito à vida, já não são livres para decidir» (Marques Guedes via TSF

Com uma oposição destas, José Sócrates pode continuar o seu belo passeio por São Bento.

Secções: ,

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
31


comentários recentes
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
Grave um depoimento dinheiro pronto quando bancos ...
Twitter
links
Twingly BlogRank