25
Mar 08
publicado por brmf, às 11:54link do post | comentar

Nos últimos dias verificou-se um aproveitamento político, tal como seria esperado, da agressão física e verbal da aluna do Carolina Michaelis à professora. Muito se disse. A culpa é da ministra e blá blá blá. Este caso nada tem que ver com as políticas desta ministra. A culpa não é da ministra, nem da professora, nem sequer da aluna. A culpa é de todos, é da sociedade. Enquanto não se perceber uma coisa simples, não vamos a lado nenhum: a escola é um local de ensino e ponto final; a educação cabe aos pais.

Eu deixo aqui duas ideias vagas para a melhoria do ensino:
a) menos psicologia infantil e pedopsiquiatria e mais “estalada”;
b) adequação do perfil do professor ao perfil das escolas e das turmas.

Irrita-me esta onda de desresponsabilização dos miúdos. E também não se pode escamotear que alguns professores não têm o perfil indicado para algum tipo de escolas e turmas. Já o Mourinho dizia que gostava de treinadores-adjuntos altos e espadaúdos…
Porque é que nos processos de selecção e colocação dos professores os perfis destes e das escolas não são levados em linha de conta?


Meu caro BRMF , as minhas saudações.
Li o primeiro parágrafo da sua mensagem e penso que está lá tudo, se bem que eu entendo que a educação também pertence à escola.
No entanto, o todos que somos nós, já acende a pira na praça da discórdia e prepara-se para queimar viva a adolescente, autora confessa e exposta do crime de insolvência da nossa capacidade de educar.
Quanto às ideias vagas e ao desfecho, só como ironia.
um abraço de amigo
samueldabo a 25 de Março de 2008 às 12:32

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
15

16
17
19
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


comentários recentes
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
Grave um depoimento dinheiro pronto quando bancos ...
Twitter
links
Twingly BlogRank