02
Abr 09
publicado por brmf, às 14:50link do post | comentar

"Só acreditava na justiça Divina e na justiça de Fafe. Agora começo a acreditar na justiça dos tribunais" (a anedota vale por si, não precisa de autor)

Secções:

Brevemente analisarei esta situação, e quando estiveres sentado, no Metro, a ler um jornal qualquer, pimba, aqui vai disto, feito por mim.
Dylan a 4 de Abril de 2009 às 01:47

Arranja o "Destak" de amanhã e lê a página das opiniões dos leitores. Verás um artigo interessante sobre o Darfur.

N.B. - E qualquer dia chegará outro artigo sobre o impoluto homem da "justiça divina", num qualquer jornal perto de ti.

Abraço.
Dylan a 6 de Abril de 2009 às 14:32

"O logro"

A decisão do Tribunal de Gaia, no "caso do envelope", não proclamou vitória de ninguém. O encontro de um presidente dum clube com um árbitro foi catalogado pela juíza como suspeito e imprudente, mas em caso de dúvida beneficia-se o réu. Poder-se-á dizer que a justiça actual não cumpriu o seu principal mandamento: igualdade de todos os cidadãos perante a lei, ou seja, existem testemunhas mais credíveis do que outras pois o impoluto político ou dirigente desportivo vive num patamar de moralidade social superior!


Juntando uma pitada de incompetência do Ministério Público à mediatização instrumentalizada, temos uma falácia perfeita. O pior é quando o poder judicial é desacreditado na opinião pública, pois essa há muito tempo que fez o seu julgamento e está farta de acreditar em conspirações orquestradas.


Dylan a 8 de Abril de 2009 às 15:44

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
18

19
21
25

26
27
28
29
30


comentários recentes
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
Twitter
links
Twingly BlogRank