04
Mai 11
publicado por brmf, às 18:20link do post | comentar

Ao ler as principais medidas da Troika, só me apraz dizer que vieram cá fazer parte do que nós já devíamos mas não soubemos fazer, o que revela bem a nossa “incompetência” (será?). À parte do ponto da Banca, que não me sinto habilitado a comentar (apesar de não gostar em teoria), parece-me um programa sensato - quase um programa de governo -, com medidas que nem precisavam da crise para merecerem ser aprovadas, e do qual destaco positivamente as seguintes:

1. Aproximar os contratos a termo com os contratos sem termos é uma necessidade evidente e, valha-nos isso, só com a Troika é que isto lá vai. Acabar com esta vida de uns com direito a tudo e outros sem direito a nada. Pode ser que desta forma os sindicatos e as forças corporativas o permitam.

2. A reorganização administrativa do país, eliminando concelhos e freguesias, é outra necessidade. Não faz sentido termos juntas de freguesia separadas por uma estrada.

 

*Claro que existem outras medidas menos simpáticas, fruto da ânsia despesista dos socialistas (PS e PSD) que nos têm governado, mas isso, lá está, “é a vida”. 

 

__

ricochete


o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


comentários recentes
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
Twitter
links
Twingly BlogRank