04
Set 12
publicado por brmf, às 12:40link do post | comentar

  1. Witsel. O problema não é a venda de Witsel; é a inexistência de alternativas. E não me venham com tretas que esta era uma situação inesperada. Mesmo com Witsel estávamos deficitários nas posições 6 e 8. Quando imagino que o plantel tem seis extremos (ok, admito que pensavam que iriam vender Gaitán; neste caso particular não critico, o mercado é o que é), não tem um defesa-esquerdo de raiz, tem só um defesa-direito e tinha, antes destes últimos dias loucos do mercado, três jogadores para duas posições (Witsel, Javi e Matic), apetece-me saltar de um prédio de 100 andares. É só.

  2. Hulk. “Não tinha nenhum motivo para sair. Tinha mais quatro anos de contrato. Na sexta-feira havia fechado o mercado. De repente, chega uma proposta do Zenit que já estava em negociações com o FC Porto. Foi bom para o clube, vai ser bom para mim." (Hulk) Nota-se um entusiasmo tão grande de Hulk nestas palavras que até eu pulo de alegria ao sentir a sua felicidade. Dá a entender que o Hulk foi convidado cordialmente a sair. Os cofres fizeram o convite. Depois deve ter-se lembrado dos joelhos do Paulo Assunção e disse para si, “bem, afinal era mesmo isto que eu queria”. Olhem, mas confesso que tenho pena, uns meses antes e ainda dava para manter o basquetebol.

  3. O negócio financeiro do Witsel é melhor – o retorno financeiro, sublinho financeiro, foi superior; o negócio desportivo do Hulk é menos mau - o clube de Palermo de Contumil tem mais capacidade de substituir Hulk, o plantel é bem mais equilibrado.


o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

16
18
19
20
21
22

23
26
27
29

30


comentários recentes
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
Twitter
links
Twingly BlogRank