31
Jul 08
publicado por brmf, às 09:58link do post | comentar

O Estado tem muitas formas de financiar projectos de diminuição da pobreza. Umas das mais comuns em sociedades assistencialistas é financiar directamente os pobres, atribuindo-lhes subsídios. Em Portugal, o Rendimento Social de Inserção (RSI) é o caso mais flagrante. Isto origina o problema de, em muitos casos, o Estado financiar a preguiça e desincentivar o trabalho, o esforço e o mérito. Mas existem outras formas de financiar a diminuição da pobreza, por exemplo, o incentivo à criação de emprego através de financiamento estatal, como é este caso. O Estado ao financiar a criação de emprego está a diminuir a pobreza e a incentivar o trabalho, o esforço e o mérito em simultâneo. Sendo um liberal, preferia que o mercado por si só bastasse. Já que assim não é, aplaudo iniciativas deste tipo. E o meu aplauso não tem que ver com os objectivos apresentados pelo governo - permitir que cada criança do ensino básico tenha um computador; tem a ver com o resultado indirecto - criação de emprego.


29
Jul 08
publicado por brmf, às 11:41link do post | comentar

Eu não vivi o mesmo que Miguel Sousa Tavares – ele já se acha velho (pudera!) -, ainda sou novo de mais para o ter vivido. Mas não consigo deixar de concordar com ele.

 

"Paraísos Prostituídos" por MST, no Expresso.

Secções:

publicado por brmf, às 11:22link do post | comentar | ver comentários (1)

Petit, um dos melhores e mais esforçados jogadores do Benfica, sai a custo zero do Benfica?

Secções: , ,

publicado por brmf, às 09:58link do post | comentar

Com a decisão da Federação Portuguesa de Futebol em “aceitar” o Parecer do Prof. Freitas do Amaral e, resultante disso, ratificar as decisões do Conselho de Justiça da FPF, confirma-se o óbvio. Tudo (esta trapalhada) não passou de um processo dilatório de forma a permitir a presença do FCP na liga dos campeões deste ano. Muito bem porque o FCP mereceu dentro de campo. Muito mal porque a justiça deve ser imparcial e não olhar para a “cor” dos intervenientes dos processos.

 

(Publicado também aqui)


28
Jul 08
publicado por brmf, às 18:04link do post | comentar | ver comentários (1)

Li num blogue que, “em Portugal, todas as pessoas são competentes e sérias até terem opiniões contrárias às nossas”. Não poderia estar mais de acordo. Mas até aqui nada de anormal. O que já me causa estranheza é argumentação falaciosa de alguns agentes. No comunicado do FCP, em opinião ao Parecer do Prof. Freitas do Amaral, depois de uns pontos que tratam questões objectivas do Parecer – nada a opor -, tinha de vir a desonestidade:

 

« ao longo de muitas décadas, o País habituou-se a visualizar duas personalidades distintas na figura de Freitas do Amaral: o Professor moderado e, sobretudo nos últimos anos, o político que em quase tudo o que diz e faz parece apostado em desmentir a imagem do universitário. Infelizmente, estamos em crer que foi a figura do político que emergiu neste “Parecer” »

 

Mais uma passagem de olhos pelos jornais e a desonestidade volta à estampa, agora com a opinião de Álvaro Braga Júnior, presidente do Boavista F.C:

 

« Nunca pediria um parecer a Freitas do Amaral por todo o seu passado recente. Gosto das pessoas que caminham em linha recta »

 

Seria interessante ouvir a opinião de ABJ sobre o que considera “pessoas que caminham em linha recta”. É que eu não sei o que são, pelo menos no contexto que subentendo às palavras proferidas. O Prof. Freitas do Amaral foi um dos fundadores do CDS e, após isso, apoiou diferentes partidos em diversas eleições, nomeadamente o PSD de Durão Barroso, em 2002 e o PS de José Sócrates, em 2005. Se é isso que ABJ classifica como não caminhar em “linha recta”, o que dizer de alguém que já trabalhou no F.C.Porto, Benfica, Boavista, entre outros clubes rivais? Para mim, não tem nada de mal, mas no conceito de ABJ deve ter, a avaliar pelo juízo que faz dos outros. Isto vindo de alguém que a coisa mais conhecida que fez publicamente foi a de “sacar” uma indemnização choruda ao S.L.Benfica – mal explicada, por sinal - aquando da sua passagem por lá, não deixa de ter a sua graça. Mas, adiante.

 

Tenho um livro em casa que se chama “Cem argumentos”, de Paulo Morgado. O título pode ler-se em duplo sentido: “Cem Argumentos”, porque realmente são 100 argumentos apresentados; e “Sem Argumentos”, porque procura demonstrar que nem tudo o que parece, é. Estes argumentos de F.C. Porto e do ABJ são aquilo que se pode chamar de argumentos falaciosos categorizados nos “Argumentum ad hominem”, ou seja o ataque ao argumentador. São argumentos que podem persuadir os mais desatentos, mas a mim não me criam mais do que repulsa e a confirmação do carácter de quem os apresenta.

 

O Prof. Freitas do Amaral foi convidado a dar um Parecer enquanto Professor e especialista de Direito Administrativo. O político não é para aqui chamado.

 

P.S.: ao chamar à conversa a história do SLB, eu sei que cometo o mesmo erro que aponto no texto. Mas se Jesus oferece a outra face, eu não; respondo.
 

(Publicado também aqui)


publicado por brmf, às 10:58link do post | comentar | ver comentários (2)

"A prioridade é fazer leis a favor do aborto, a favor da morte dos cidadãos, leis para os drogados, leis para perseguir os cidadãos, e leis que irão permitir os casamentos dos homossexuais. um escândalo. Há liberdade sexual… mas casamentos legais? Não! Somos contra essa forma de viver"  (secretário-geral do PSD/M, Jaime Ramos)

 

O PSD nacional concorda, discorda ou faz de conta que não ouve?

Secções: ,

25
Jul 08
publicado por brmf, às 17:13link do post | comentar

Semana passada, na sexta-feira, desejei bom fim-de-semana aos leitores deste blogue. Fui logo repreendido por uma leitora que me chamou à razão, acusando-me de discriminação. Hoje não me permito falhar: bom fim-de-semana (vestidinhos que é como deve ser!), caras leitoras deste blogue.

 

 

 

Secções: , ,

publicado por brmf, às 14:32link do post | comentar

«[...] não posso deixar de chamar a atenção para o temível precedente que constituiria legitimar a conduta do presidente de um órgão colegial que, só para defesa do seu prestígio e para manter o seu cargo, bem como para não perder votações quando está em minoria, encerra antecipadamente as reuniões sem marcar as seguintes, impedindo assim o debate e a votação de propostas de que discorda. Se a moda pega, que se passará a seguir nas autarquias locais, nos institutos públicos, nas entidades autónomas e, por contágio, porventura também nas associações, fundações e sociedades de direito privado? O problema deveria merecer a atenção do Ministério da Justiça.» (via Blasfémias)


24
Jul 08
publicado por brmf, às 10:21link do post | comentar

O maradona sobre o limiar fodido que separa os pobres dos outros pobres.

Secções: ,

22
Jul 08
publicado por brmf, às 17:36link do post | comentar

1. João Vieira Pinto, o menino d´oiro, colocou um ponto final na carreira.

2. JVP foi jogador do Benfica durante, salvo erro, oito épocas.

3. JVP levou muitas vezes, sozinho, o Benfica  às costas.

4. JVP foi escorraçado do Benfica por um senhor a contas com a justiça, um foragido.

5. JVP é, garantem-me, um grande benfiquista.

 

O que estão à espera para fazer a devida homenagem ao JVP e tentar amenizar a minha maior vergonha de sempre enquanto sócio e simpatizante benfiquista, ou seja, aquela sem-vergonhice que lhe fizeram?

 

 


publicado por brmf, às 16:15link do post | comentar | ver comentários (1)

Esta ideia peregrina da Esquerda de realojar as pessoas dos bairros sociais de forma unifamiliar no restante espaço habitacional é muito boa, mas esquece-se de uma coisa: a condição humana. As pessoas quando compram ou alugam uma casa compram a estrutura física e um sem fim de outras coisas, nomeadamente as pessoas com querem partilhar o espaço exterior da habitação. Não se pense que quando um rico compra uma casa num condomínio de luxo, está apenas a comparar as amenidades estruturais do espaço. Não. Está também a “comprar” a vizinhança com quem quer viver.

 

(Publicado também aqui)

Secções: ,

18
Jul 08
publicado por brmf, às 17:10link do post | comentar | ver comentários (2)

Desejos de um bom fim-de-semana para os poucos leitores deste blogue.

Secções:

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
19

20
21
23
26

27
30


comentários recentes
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
Nós somos um fornecedor de empréstimos de dinheiro...
links
subscrever feeds