01
Set 08
publicado por brmf, às 10:38link do post | comentar

Quatro notas em relação ao jogo:

1. O resultado, dadas as circunstâncias (um penalty e uma expulsão infantis), é positivo para o Benfica;
2. O árbitro fez globalmente uma arbitragem positiva;
3. O Benfica ofereceu um golo de vantagem ao Porto, ofereceu-lhes os últimos 25 minutos, jogou estes últimos 25 minutos com 7/8 jogadores, e ainda assim o Porto não conseguiu vencer (neste período não me recordo de nenhuma oportunidade real de golo do Porto). Ou seja, em condições normais, sem estas “atipicidades”, é provável que o Benfica ganhe os seus jogos ao Porto;
4. Vou esperar para ver se penalties como os de Katsouranis vão continuar a ser marcados ao longo do campeonato em todos os estádios. Mas foi penalty.

 

Conselho ao Quique:

Que aprenda a falar português depressa, se deixe de tretas e comece a pressionar os árbitros tal como o Jesualdo fez antes deste jogo (“Espero que o árbitro seja bem auxiliado”). Em Portugal, bem ou mal, é assim que as coisas se passam.

 

Este gajo é o maior:

«…o resultado de 1-1, em circunstâncias normais, deixar-me-ia deprimido. Não é o caso. Creio que há, neste empate, muitos aspectos animadores. Primeiro, eu ainda sou do tempo em que golos como o do Cardozo não eram validados em jogos contra o Porto, na Luz. Será que chegámos a um ponto em que basta o Benfica introduzir a bola na baliza para que um golo seja contabilizado? Por mais surpreendente que isto possa ser, aparentemente é verdade.
(…)
Continuo convencido de que o Benfica vai ser campeão. Até porque, esta semana, Jesualdo Ferreira revelou sinais de grave incompetência. O treinador do Porto disse que nunca tinha visto o Bruno Alves dar um pontapé em ninguém. Ora, isto significa que Jesualdo Ferreira não viu o Estrela da Amadora-Porto do ano passado, em que o Bruno Alves deu um pontapé nas costas do Anselmo, nem o Leixões-Porto, em que o Bruno Alves deu um pontapé nas costas do Jorge Gonçalves, nem o Sporting-porto, em que o Bruno Alves pisou uma perna do João Moutinho. Também acho mal que o professor Jesualdo não tenha visto aquele Porto-Benfica em que o Bruno Alves deu um pontapé seguido de uma cabeçada ao Nuno Gomes, mas aí não era treinador de nenhuma das equipas. Escandaloso é agora não assistir sequer aos jogos da equipa que treina.»
                                 (Ricardo Araújo Pereira, em Abola, 31 Agosto)

 

(Publicado também aqui)

Secções: , ,

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
17
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29


comentários recentes
Mettiamo a vostra disposizione un prestito da 1000...
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
links
subscrever feeds