27
Nov 12
publicado por brmf, às 12:45link do post | comentar

Se me perguntarem qual a empresa com a qual nunca deverão contratar um serviço, eu respondo: MEO.

 

No dia 8 de Agosto de 2012 enviei uma carta para a empresa com a reclamação que passo a transcrever:

 

Na sequência do pedido de cancelamento dos serviços de telefone, internet e TV, com nº 502 309 159, venho por este meio expor, de forma cronológica, o conjunto de incumprimentos por parte da MEO ou representantes directos ou indirectos da empresa. Antes de expor os motivos do pedido de rescisão de contrato, é de lamentar a falta de controlo ou responsabilidade da MEO por pessoas – agentes comerciais de rua - que carregam consigo documentos fornecidos pela MEO.

Assim, exponho os motivos do pedido de rescisão do contrato que, por mais do que óbvias razões, só podem ser de justa causa, daí recusar-me a arcar com quaisquer responsabilidades derivadas de períodos de fidelização, dado que os motivos que me levam a rescindir, como perceberão adiante, nunca poderiam ser invocados nos 14 dias seguintes à instalação do serviço, ao abrigo do período de experimentação:

1. Cerca de uma semana antes do dia da instalação do serviço MEO Fibra, na morada "XXX", o meu pai foi abordado por uma agente da MEO, com elementos identificativos da empresa, panfletos e documentos contratuais na sua posse, no sentido de o persuadir a aderir ao serviço
Meo Fibra, ao abrigo de uma promoção destinada especificamente a Cafés, segundo a agente. Foi-lhe apresentado um pacote que iria custar, no total, com IVA incluído, 55,16€, com acesso a televisão (80 canais), internet (15Mb com tráfego ilimitado e Wi-fi), telefone com chamadas ilimitadas para números da rede fixa, canais premium SportTV e equipamento necessário à utilização dos serviços. Foi-nos garantido que a mensalidade da box era oferecida.

 

2. À data tinhamos um serviço da concorrente ZON com preço de 54,39 para os serviços televisão, telefone (noites e fins-de-semana) e SportTV (sem Internet).

 

3. Dado a relação serviços oferecidos vs preço, eu e o meu pai decidimos mudar para a MEO; isto na expectativa que o valor a pagar fosse muito parecido, dado que com as chamadas telefónicas, o valor das facturas ZON estava nos 54/57 euros/mês em média; só mudamos dado que não haveria um incremento de custos, face à situação difícil da economia a que não somos alheios.

 

4. A agente comprometeu-se a tratar da desvinculação com o fornecedor dos serviços à data, a ZON, e da portabilidade do número de telefone, o que num negócio comercial tem muita importância.

 

5. No dia 12 de Junho de 2012 assinei o contrato da adesão ao serviço MEO Fibra na boa-fé das informações prestadas pela agente. No contrato não vinha colocado o valor da mensalidade: nem aquele que refiro que nos foi prometido, nem o que foi facturado pela MEO. Apenas faz referência no campo “Observações” a que se tratava de um Pacote Empresa. Nada mais está inscrito no contrato. Na mesma ocasião, assinei os documentos de desvinculação com a ZON e o pedido de portabilidade do número de telefone fornecidos pela agente comercial, que foram levados pela mesma. Em todo o este processo cometi um erro: não exigi fotocópia destes documentos à agente/comercial. Na minha boa-fé não premeditei a má-fé da MEO e dos seus representantes.

 

6. O serviço foi instalado no dia 18 de Junho de 2012. Nada a assinalar relativamente à qualidade do serviço que cumpre o acordado.

 

7. Entretanto a portabilidade do número demorava a efectuar-se, mas como a agente referiu que poderia levar duas a três semanas a ser efectuado não me preocupei, apesar do prejuízo causado pelo facto.

 

8. Em meados de Julho, recebo a factura A502817333, que muito me espantou, já que continha um valor a pagamento muito superior ao combinado. Valor de aproximadamente 62€ devidos ao mês de Julho e o restante ao mês de Junho, que perfez um valor de 86,79€.

 

9. Na mesma data, mais dia menos dia, recebo a factura da ZON relativa a Julho.

 

10. Estupefacto com a dupla facturação, facturas de dois operadores quando só dispunha de um serviço, e o valor da factura, tento entrar em contacto com a agente/comercial. Expus a situação, e ela disse que ia averiguar e que me ligaria de volta. Referiu que devia ter sido algum engano. Esperei a chamada mas nada. Voltei a ligar e não me atendeu. Tentei de novo e nunca mais me atendeu.

 

11. No dia 19 de Julho, dirijo-me a uma loja da MEO, a Bluestore da Rotunda da Boavista, Porto, para expor e reclamar a situação. Mostrei as facturas da Meo e da Zon e o operador de loja, aconselhou-me a dirigir a uma loja da ZON para verificar se tinha dado entrada algum pedido de rescisão. E se não tivesse dado entrada para pedir imediatamente a rescisão do contrato para suspender no imediato a facturação. E disse para pagar as facturas da ZON se o pedido não tivesse dado entrada, e para apresentar à MEO o comprovativo de pagamento das facturas que a MEO faria o acerto na sua factura, através de nota de crédito, dado que o erro teria sido interno.

 

12. Nesse mesmo dia, rescindi o contrato com a ZON e paguei a factura de Julho;

 

13. No dia útil seguinte dirigi-me a mesma loja com o comprovativo de pagamento das facturas de Junho e Julho da ZON. Um operador fotocopiou as facturas e comprovativos de pagamento e fez a exposição, ficando eu com um comprovativo desse pedido, que tenho em minha posse. Nessa mesma data, expus a questão do custo dos serviços, e ele sugeriu que eu fizesse uma reclamação via telefone para o número da PT Negócios, dado que não tinha competências para tal.

 

14. Entretanto fiz a reclamação telefónica sugerida pelo operador de loja, que ficou registada com o nº 1-15856375304.

 

15. Recebi duas cartas da PT datadas de 23 e 26 de Julho de 2012 com o indeferimento das duas reclamações: Uma referindo que o valor facturado está de acordo com a solução contratada; e outra dizendo que a responsabilidade da rescisão de contrato de prestação de serviços com outro operador não está disponível para clientes empresariais.

 

16. Na sequência do exposto acima, decidi rescindir o contrato com a MEO no dia 07 de Agosto de 2012.

Face ao relatado, estou disponível para arcar com as consequências da rescisão unilateral do contrato, mas devido às mentiras e falcatruas da MEO ou seus representantes, não me resta outra alternativa.

 

1. Tive e estou a ter prejuízos avultados pela não portabilidade no número de telefone.
2. Estão a ser facturados valores não acordados: se não existe prova do valor que refiro que me foi prometido, muito menos existe do valor que está a ser facturado.
3. Estou disposto a seguir para a frente com o processo em tribunal, e presencialmente, frente a frente com a agente/comercial que celebrou o contrato comigo, confrontá-la com a situação.
4. Várias informações prestadas foram incorrectas.
5. Fui enganado pelo MEO!
6. Tentarei que mais ninguém seja enganado por vós!
7. Usarei de todos os meios disponíveis para que se faça justiça. Não terei problema em ir a Tribunal, nem como fazer má publicidade dos vossos serviços junto de órgãos de comunicação social, blogues, redes sociais e outros meios. Usarei de todo o meu poder de influência para mostrar a todos o quão mau é o vosso serviço.
8. Não vou pagar a factura de Julho dado que fui enganado. Quanto muito pagarei a parte referente a parte do mês de Junho, já que admito que mesmo que o processo de rescisão com a ZON tivesse entrado na data acordada, a factura da ZON já tivesse sido emitida.
9. Toda esta situação está a causar-me elevado transtorno e prejuízo, material e imaterial, já que perdi horas de vida, não pagas, a tentar encontrar uma solução para algo completamente SURREAL.
10. Lamento por mim e por todas aquelas vítimas que são enganadas pela vossa publicidade enganosa e pelas vossas informações incorrectas e dolosas.
11. Nem eu nem a minha família devemos nada a ninguém, à excepção do empréstimo do crédito-habitação que cumprimos religiosamente todos os meses, pelo que não será a MEO a acusar-nos do contrário.

Deixo uma última informação que vocês devem ter, mas que incompreensivelmente parecem não fazer caso, de acordo com a minha experiência nos contactos estabelecidos com os vossos serviços, seja em loja ou via telefone: o nome da agente é Clementina e o número de telefone 968795429. Infelizmente não tenho mais dados, dado que vocês não fiscalizam, inspecionam ou supervisionam o trabalho daqueles que vos representam.

Lamentavelmente não me posso despedir com as melhores saudações como manda a boa educação,
Bruno Ferreira


Notas adicionais:

- Por receio, o meu pai, contra a minha vontade, pagou a factura relativa a Julho ao contrário do prometido no ponto 8 (2º listagem). Ele parte sempre do pressuposto que o "mexilhão é que se lixa";

- Semana passada recebi uma carta com uma factura de 700 e tal euros relativos a todo o período de fidelização.

- A Meo quer ganhar dinheiro à custa das suas trafulhices. O tribunal há-de decidir.



Bom dia a todos. Eu ja tive problemas com a ZON em 2009 e agora estou a ter com a MEO. No inicio de 2012, vi-me forçado a emigrar. No entanto, a minha familia ficou em Portugal até Abril de 2013, altura em que consegui que se juntassem a mim. Nesse contexto, obtive uma licença de 10 dias para resolver os pormenores da mudança (que nao foram poucos), entre os quais a alteraçao do meu serviço MEO por cabo para Satélite de modo a poder ter televisao portuguesa no estrangeiro. Num primeiro contacto, dei conta da minha intençao e alertei para a urgência da situaçao, pois liguei numa segunda e tinha voo marcado para a sexta feira seguinte, e tudo correu muito bem. Escolhi novo pacote e todo o equipamento seria trocado sem custos, incluindo a antena parabolica e foi-me pedido que aguardasse um contacto por parte da MEO. No dia recebi uma chamada para acertar a data e hora da visita dos técnicos para se proceder à troca, ficando essa visita agendada para o dia seguinte. No entanto, cerca de 2 horas depois, sou contactado novamente e é-me revelado que afinal, ia ter que pagar a antena. Normalmente, oferecem as antenas a quem quer fazer a alteraçao, mas o facto do predio onde eu residia ter uma antena comum (com a qual eu nao tinha nada a ver porque era cliente por cabo), retirava-me esse direito. Nao concordando com esse absurdo, reclamei e dei conta da minha intençao de desligar o serviço se insistissem em cobrar-me a antena, pois ja tinha cumprido o periodo de fidelizaçao. Foi me dito para aguardar novo contacto pois iam ver o que podia ser feito. Fui contactado na quinta feira e disseram-me que o problema tinha sido ultrapassado e que me ofereciam a antena mas que teria que esperar 3 ou 4 dias. Com voo marcado para o dia seguinte, é obvio que mandei desligar o serviço. Para tal, solicitaram que me deslocasse a uma loja com o equipamento para pedir o desligamento e entregar os aparelhos. Na loja, nao aceitaram o equipamento e informaram-me que o pedido de rescisao so podia ser feito por carta ou fax. Desisti portanto de qualquer entendimento porque tinha miuto mais com que me preocupar, sabendo no entanto o que me esperava. Consequentemente, ha uns dias o meu antigo senhorio fez o favor de me alertar para a chegada de uma carta de cobranças da PT. Vi logo do que se tratava e pedi-lhe que a digitalizasse e me enviasse por e-mail, pedido a que ele acedeu. Sem surpresas, verifiquei que se tratava de uma carta de uma advogada com o bla bla ameaçador do costume. Decidi fazer uma ultima tentativa. Contactei a MEO atraves do formulario de reclamaçao que existe no site deles e, resumido, expus o sucedido no mes de Abril e manifestei minha intençao de pagar até ao dia 12 de Abril (data da qual eles tinham sido atempadamente informados). Para alem disso, informei-os que o equipamento estava em Portugal ao cuidado de familiares. Fui claro dizendo que so admitia resolver isso por e-mail porque ja tinha perdido tempo e gasto dinheiro suficiente para resolver uma situaçao que apenas se criou devido à ma fé que evidenciam e de que essa obrigatoriedade de rescindir apenas por fax ou carta é um bom exemplo. Obviamente e sem surpresa, responderam-me que ainda nao tinham recebido nenhum pedido oficial de cancelamento que se o quisesse fazer, tinha que cumprir os protocolos que eles determinam. Mais uma vez, desisto. Claramente, essa gente so nao recebe porque esta sempre atras de receber mais e mais. Valem-se da honestidade ou da perda de paciencia das pessoas para muitas veses receberem dinheiro ao qual nao têm direito. Eu proprio ja estive tentado a pagar so para nao os aturar mais. Mas nao é justo. Tambem nao devo nada. Apenas pago uma prestaçao de 40€ por um PC que comprei a credito. Vivo numa casa alugada e pago a renda. Mas a esses bandidos, nao tenho vergonha nenuma de dever. Podem dar as voltas que derem e encherem a caixa de correio, mas nao lhes dou nem um tostao. Mas enquanto eles contarem com a vergonha das pessoas, vao nos roubando dessa forma. Para finalizar, tinha uma divida à ZON desde 2009 que ja ia em 300€. Ha dias enviaram-me uma dizendo que ja so devo 217€. Esses tambem tiveram oportunidade de receber. Andam ha 5 anos a melgar-me e a ameaçar-me com cartas. A verdade é que so podem fazer isso. 
Carlos Guimarães a 25 de Junho de 2013 às 10:05

Pois,

A Zon também não é muito melhor, já tive algumas queixas, mas pelo menos actualmente têm o cuidado de enviar as condições por sms ou e-mail, o que dá algumas garantias ao consumidor. E permitem rescindir o contrato em loja.

Mas é um sector onde vale quase tudo. Basta ver os preçários ocultos existentes. Para fidelizar os clientes têm sempre preços que não são do conhecimento público, o que, julgo, até vai contra a lei da concorrência. É uma situação muito injusta porque muitas vezes quem tem mais dificuldades são aqueles com menor capacidade e entendimento para negociar. Estou-me por exemplo a lembrar das pessoas de mais idade.

No meu caso, resultou queixar-me no Facebook da MEO (com palavras menos agradáveis para não dizer outra coisa). Passando algum tempo ligaram-me.

Cumprimentos.
brmf a 26 de Junho de 2013 às 10:56

tb fui enganado pelo agente comercial Paulo Barbosa  da meo!!
tenho o processo ainda a decorrer.....
fernando santos a 1 de Setembro de 2013 às 17:33

o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
29


comentários recentes
Mettiamo a vostra disposizione un prestito da 1000...
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
links