13
Mar 06
publicado por brmf, às 18:10link do post

"Vender empresas nacionais ao estrangeiro não é um risco – é uma vantagem: elas passam a ser geridas na perspectiva da eficácia e da criação de valor (e não para responder às muitas necessidades de um país, como uma mesma empresa financiar simultaneamente Sporting e Benfica). A Inglaterra prosperou depois de abrir as suas empresas a capital estrangeiro. A própria ‘city’, em Londres, que viu descer a mítica Union Jack da fachada dos grandes bancos, não perdeu brilho, ganhou poder – os seus bancos passaram a falar várias línguas."

Por Martim Avillez Figueiredo no DE (vale a pena a leitura integral do artigo) 

Secções: ,

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 



o docontra e eu
Sempre a par
pesquisar neste blog
 
Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12

19
25

31


comentários recentes
Mettiamo a vostra disposizione un prestito da 1000...
<br />O grupo Maria Isco fornece ajuda para ...
Meus amigos lá é uma nova maneira de se tornar mui...
links
subscrever feeds